Pergunte ao Carlos Miranda

Pergunte ao Carlos Miranda

Perguntas e Respostas


Moacir José Constantino - Rodeio - SC
Ola Sr. Carlos, tenho 54 anos e hoje recebi um presente do meu filho que me emocionou muito: Um pacote com 4 DVD com a serie Vigilante Rodoviário. Lembro-me das inúmeras tardes que ficava em frente a TV assistindo a série sem perder nenhuma. Parabenizo-o pelo trabalho feito.

Você sempre foi e ainda é meu herói! Se por acaso, for possível gostaria de ter uma foto sua com o lobo com autógrafo, que gostaria honrosamente moldurá-la e colocar na minha sala. Que Deus lhe de bastante saúde.


Carlos Miranda:

"Olá Moacir! Fico sempre feliz quando os fãs manifestam sua emoção. É gratificante saber que nosso trabalho deu bons frutos. Abraços!"


João Marcos - Várzea Paulista - SP
Carlos Miranda, estive neste local após assistir a um dos 35 episódios de nosso glorioso "Vigilante Rodoviàrio", maravilhosamente interpretado por você em 1961. Está reconhecendo a igrejinha?



Está localizada no Bairro Santa Clara, na bela cidade de Jundiaí, mas não é só a igrejinha que ainda está de pé. Uma casa ao lado, onde várias cenas de "Terras De Ninguèm" foram gravadas permanece preservada (uma prima de minha cunhada é a proprietária e também responsável pela conservação da igreja em atividade até hoje!).

Até um monte de pedras empilhadas que aparecem em algumas cenas continua intocado. Tenho tudo fotografado e mando mais fotos em contatos futuros.
O local onde o saudoso cão Lobo encontrou o chapéu do agrimensor nas cenas finais também não sofreu mudanças. O calçadão está coberto pelo mato mas a recuperação será rápida e fácil, era um local para secagem de café quando ali existia uma fazenda produtora de café.

Se quiser fazer uma visita ao local, terei imenso prazer em acompanhá-lo e os moradores de lá também certamente ficarão felizes com sua ilustre visita. Ficaram todos fascinados ao assistirem ao filme que levei após adquirir os DVD's recentemente lançados. Umas jóias das quais não abro mão e defendo contra a pirataria.

Muito obrigado por ter sido o herói de minha infância e por hoje ser meu grande ídolo, mesmo eu tendo mais de 46 anos.

Fortes abraços!

Carlos Miranda:

"Oi Edison, fico feliz em ter amigos com esse espírito de preservação da nossa história.
Assim que tiver uma oportunidade irei visitá-los. abraço do Carlos!"


João Marcos
Até que ano a Polícia Rodoviária esteve subordinada ao DER ?

Carlos Miranda:

"Jõao Marcos, a Policia rodoviária doEstado de São Paulo foi fundada em janeiro de 1948 pelo então Primeiro Tenente José de Pina Figueiredo, que era instrutor de motocicleta  da Força Publica e absorvida pela Força Publica em 1963 e dois anos mais tarde eu prestei concurso e fui cursar a Academia do Barro Branco. Abraço Carlos."


Cláudio Silva Menezes
Considerando a condição de motociclista, a personalidade impoluta, irreprensível e o exemplo de caráter e responsabilidade que o Sr. Carlos Miranda goza e sempre primou servindo de exemplo a jovens que desejosos de serem outros como o Senhor, novos heróis, e como o foi representado pelo Vigilante Rodoviário, agraciamos com a humilde mas justa homenagem de ser reconhecido doravante em nosso Moto Clube e por onde este e sua representação acontecer como Cavaleiro do Rei Honorário.

Cavaleiros do Rei Moto Clube nascido da necessidade de resgatar bons valores e procurar ser modelo e motivo de bons procedimentos a serem perseguidos por nossos jovens, defende a verdade e o resgate desta sobre nossa história.

A nomenclatura de Cavaleiros do Rei decorre de se saber o quanto nosso Imperador D.Pedro II ainda serve de modelo e exmplo não só no Brasil mas no mundo inteiro. Homens honrados devem ser copiados e este foi o primeiro que devemos reverenciar, e "quem não conhece sua história repete no futuro os erros do passado".

Ao Cavaleiro do Rei Honorário, Carlos Miranda (o Vigilante Rodoviário)

Carlos Miranda:

"Sr. Presidente, fico feliz pela lembrança e as palavras imerecidas, mas como costumo dizer, o trabalho é o carater de cada um, quem tem o que oferecer, é reconhecido até em atividades menos expostas e continuo igual ao persongem, sério e correto e por essa razão não tenho patrocinio nem apoio, somente de amigos como voce, abraço Carlos"


Marcio Mantovani - São Paulo - SP
Fui criado e ainda moro no Bairro de Santana - SP. Moro na mesma rua onde há muitos anos, algumas cenas do seriado "Vigilante Rodoviário" foram gravadas. Nesta mesma rua morava também o Sr. Ary, assistíamos as filmagens, e ficavamos emocionados com sua presença e dos artistas bem como do "Lobo". A Simca (original) e a Harley Davison.(original). A noite das 4ª Feiras não perdiamos os capitulos, quando escutavamos a canção. "De noite ou de dia, firme no volante. Vai pelas rodovia bravo Vigilante. O seu olhar amigo é um farol que avisa o perigo..." Um forte abraço!

Carlos Miranda:

"Olá Marcio, fico feliz em saber que existem pessoas com sensibilidade e gostam do passado e que admiram as coisas boas e sinceras e que sabe dar valor aos trabalhos que dignificaram nossa televisão e cinema. Grato pela lembrança, Carlos Miranda."


Rui Arruda Rolfsen - Piracaia - SP
Olá Sr. Carlos, tive o grande prazer em conhece-lo em exposições de carros antigos, duas vezes em Aguas de Lindóia (onde comprei seu livro), e em outra ocasião em Atibaia, e recentemente em Campinas, no Encontro de Galaxies. É maravilhoso poder conversar, mesmo por instantes, com o nosso verdadeiro herói brasileiro, o Vigilante Rodoviário, que esta de prontidão até hoje! Parabéns pela sua perseverança, seu empenho e dedicação de uma vida de vigília, tanto fictícia como real, pela segurança do povo brasileiro (que não temos atualmente)! Um grande abraço!

Carlos Miranda:

"Oi Rui! Se boa parte de nossos profissionais se dedicassem aos seus trabalhos como nossa equipe desempenhou de maneira modesta, séria e honesta, teriamos mais exemplos a mostrar aos nossos irmãos de tenacidade e dedicação. Hoje, até para estudar há um "jeitinho" prá tudo, Acorda Brasil!"


Rogerio Lima
Não tenho acesso ao Canal Brasil e por isso gostaria de saber se existem versões coloridas dos episódios do Vigilante Rodoviário. Outra pergunta é qual era a cor da pelagem do cachorro, sabendo-se que entre os cães pastores alemães existem os de pelo cinza/preto e bege/preto. Pode parecer saudosismo mas gostaria muito de ver O Vigilante em ação novamente. Você acha que daria certo ou os tempos são outros?

Carlos Miranda:

"Caro Rogério, infelismente não existem cópias coloridas. O Lobo era bege e preto, mas sua inteligêngia superava as mais rigirosas exigências, sendo o meu mais importante companheiro de trabalho, embora eu tenha tirado filhotes dele mas infelismente igual ao Lobo até hoje não conheci igual. Abraço."


José Netto - Pouso Alegre - MG
Como colecionador de carros, já pude andar muito no Simca, Chambord, Tufão, e até no presidence. E sei que ele é um verdadeiro "belantonio", um motorzinho V8 de fordinho 32, e uma carroceria linda, bem próxima ao Ford 55, maravilhosa. Essa combinação deixou o carro lento, muito lento, então de quem foi a idéia de ter um carro lerdo como símbolo de velocidade perseguindo fugitivos? Isso não é meio contraditório? E ainda que ele esquenta e ferve a toa, não prejudicava as filmagens?

Carlos Miranda:

"Olá José. Quando a filmagem estava no começo, a Simca estava se instalando no Brasil. Então eles propuseram ceder 5 carros para o filme para divulgar a marca. Dois deles foram caracterizados como se fosse da polícia e os outros seriam os "carros dos bandidos" rsrrs. E como em cinema é tudo uma fantasia. Na verdade é mesmo um carro muito fraco, mas como precisávamos de patrocinio, aceitamos a oferta.
Na época da filmagem até que não dava muito trabalho , pois os carros eram novos, e quando se filma não se faz tomadas muito longas, não dava tempo de ferver. O meu Simca restaurado está com motor Dodge, pois com o original não daria nem para ir até Poços ( que fica a 20 min. de onde eu moro rsrsrs)."


Marcelo Gomes
Olá Carlos Miranda! Gostaria de saber se ainda existe aquela moto Harley Davidson que V.sas pilotava no seriado, e onde ela está. Um forte abraço, fique com Deus.

Carlos Miranda:

"Olá Marcelo, A moto existe, mas está no Museu do Transporte em Bebedouro. Está toda "estourada", mas os curadores do museu não querem cede-la para restauração. Quem sabe um dia... Abraços!"


20/08/2009 - Entrevista do Carlos Miranda para a Volkswagen - Taubaté - SP

O que o motivou a seguir a carreira de vigilante rodoviário ao invés de continuar como ator na TV?

Fui movido por algo que falta para muitos de nós: um ideal! Conheci algo novo no seriado, uma vida nova. Apaixonei-me pelo trabalho que realizava e enxerguei na pólícia uma maneira de dar continuidade ao seriado. Eu virei meu personagem. Sou o único ator a incorporar as atividades profissionais de seu personagem.

A prevenção é a melhor solução para evitar acidentes?

A prevensão é uma só: responsabilidade. A responsabilidade é a "mãe" de tudo. Com ela, o transito flui melhor.

Quais os comportamentos mais importantes na prevenção?

Acredito que o bom motorista deve ter atenção às sinalizações, estar centrado na direção, além de respeitar sempre o direito dos outros. Não basta apenas seguir s procedimentos práticos, é preciso ter responsabilidade ao guiar.

Como deve proceder uma empresa fabricante de automóveis em relação à responsabilidade no trânsito?

O que a Volkswagen faz é muito importante. A empresa tem a preocupação em transmitir aos colaboradores a necessidade de um trânsito mais seguro. E essa conscientização deve ser iniciada dentro da própria empresa. Se todas as montadoras tivessem essa visão, certamente teríamos um trânsito melhor, mais consciente. A Volkswagen está de parabéns.


Rodrigo Freitas - Santo André - SP
Você ainda tem o Carro que era ultilizado na época das gravações?

Carlos Miranda:

"Olá Rodrigo! Sim, ainda tenho o Simca Chambord que foi utilizado nas filmagens. Depois de muitos anos consegui encontrá-lo num ferro velho e com a ajuda de amigos restauramos e caracterizamos ele de novo. As fotos dos eventos dos eu participo estão no Orkut (Carlos Miranda). Abraços!"


Paulo Campos - São Paulo - SP
O senhor ainda mantém contato com alguns dos atores do Seriado? Quais são eles!?

Carlos Miranda:

"Olá Paulo, infelizmente não tenho muito contato com as pessoas que trabalharam no seriado, a não ser alguns atores como Ari Fontoura, Juca Chaves, e outros, mas levamos uma vida muito atribulada, e é meio difícil nos vermos sempre.
abraços!"


Daniel Depizzol - São Paulo - SP
Carlos Miranda, quantos cachorros com o nome de "Lobo" participaram do seriado? Hoje em dia você tem algum animal de estimação?

Carlos Miranda:

"Olá Daniel. No seriado só houve um Lobo. O cachorro era tão inteligente que fazia tudo no filme. Para se ter uma idéia, na serie RinTin Tin, eram usados 18 cães, e na Lassie, 22. No nosso filme só um. Tenho a 5a geração do Lobo, mas ele está atualmente na fazenda de um amigo, pois viajo muito e não é bom para ele ficar em casa sozinho. Obrigado pela atenção. Abraços. Carlos!"


Ricardo - São Roque - SP
Fico feliz em saber desta oportunidade de fazer perguntas a você, uma verdadeira lenda viva da tv brasileira.

A minha Pergunta é: Como foi escolhido para o papel de Vigilante e se você teve algum relacionamento amoroso com alguma das tantas artistas que tiveram passagem nos seriados?

Desejo-lho muita saúde e paz. Abraços!

Carlos Miranda:

"Oi Ricardo, fico feliz em ter contato com os admiradores da serie. Foi um trabalho serio e ficamos realizados em sentir que até hoje as pessoas que assistiram (e que ainda assistem - pelo Canal Brasil 2as feiras às 20:30hrs) lembram com carinho daqueles bons tempos. Bem, eu fui escolhido quase por acaso, pois trabalhava no estudio na época do começo da produção da serie.
Foram feitos mais de 200 testes (hoje equivaleria a mais de 1.000 pessoas) e o diretor não conseguia se decidir. Eu já trabalhava em teatro, pois era ator formado pelo Teatro Popular do SESI, e um dia a mulher do diretor sugeriu que eu fizesse o teste também. Com uma farda e botas menores do que meu tamanho, fiz e fui escolhido. Não sabíamos o que ia acontecer, se ia dar certo ou não , mas tentamos mesmo assim. Mas, como vemos deu muito certo, né?
Quanto aos relacionamentos, o meio artístico sempre foi bem liberal mesmo naquele tempo, mas na época da serie eu já era casado. isso responde? Abraços.
"


 


©Copyright   2009   www.vigilantecarlosmiranda.com.br   All Rights Reserved    Designed by: R3net